sábado, 21 de março de 2009

Pelverizando a sua infância

Na última 5a feira, a atriz Ângela Dip fez uma apresentação do seu stand-up "La Putanesca" (sobre sexo e comida - curioso, não?), no Sesc, em Bauru. Casa lotada. Tinha tanta gente que mal dava para ver a mulher...
...mas, com algum esforço, dava. E eu vi, diante de mim, aquela mulher de um metro e vinte de altura e uns 35 quilos, de vozinha fininha. Aqueles cachinhos pretos me convenceram, mas não me enganaram...



O cabelo rosa ficava muito melhor em você, Penélope!!

Enfim, eu tive mais um pedacinho da minha infância destruído naquela noite, e, como não sofro sozinha, vou destruir um pedaço da sua, também.



RÁ! Eu sabia que ela tinha uma coisa diferente... só não sabia que era fogo no rabo! Se bem que eu percebia o jeito que ela olhava pro Nino... safada!

E a injustiçada Caipora que tinha o cabelo vermelho que nem fogo. Aliás, eu tinha medo da Caipora! Se eu soubesse que, em pouco mais de dez anos, a Penélope me daria uma aula de educaçao sexual, acho que teria muito mais medo dela que da Caipora.

Em tempo: dôo um braço para quem foi ao Sesc ver a Ângela Dip sem a menor influência do Castelo Rá-Tim-Bum!

2 comentários:

psychosocial_ disse...

pior que ela nem era engraçada! hahaha

thiago meia disse...

o vídeo, sem o áudio, parece uma reunião de ufologia ou parafenomenologistas, sabe?